25/01/2011

Estudo bíblico:A Mulher antiga e a mulher moderna.




mulheres de hoje, embora sofram maior grau de desigualdades, se comparadas às de antigamente, só tem que comemorar. Vejamos alguns exemplos de sua participação em algumas das sociedades antigas.

Em Israel
Nos tempos bíblicos, em Israel, a mulher sofria inúmeras restrições. Diz-se que havia uma oração específica na qual o homem dava graças a Deus por não ter nascido mulher. Naquela época, cabia somente aos homens o direito à propriedade. Caso uma mulher fizesse um voto, este só seria válido com o consentimento do marido. Em não havendo filhos entre o casal, mesmo que o homem fosse o responsável, era a mulher a culpada. Ela – obrigatoriamente – devia provar sua virgindade, o que era impossível ao homem. Em geral, a preferência dos pais era por filhos do sexo masculino.

Na Grécia
A mulher vivia exclusivamente em função do marido. Ocupava seu tempo fiando, tecendo e cuidando dos afazeres domésticos e dos filhos. Na prática, pode-se afirmar que era a primeira entre as escravas. Recebia muito pouca instrução. Estava sempre confinada nos gineceus. Quando o marido recebia visitas, ela só podia aparecer quando chamada por ele. Ao contrário do marido, ela raramente saía de casa. Não era considerada cidadã, estando vedada a sua participação nos movimentos políticos e sociais da época.

Em Roma
O homem era o senhor absoluto do lar. Era o juiz de todas as questões familiares, o pater famílias. Não obstante tivesse condição de vida melhor do que a da mulher grega, a romana sofria dos mesmos preconceitos e discriminações. Ela era apenas uma possessão do homem, a quem deveria submeter-se incondicionalmente, satisfazendo todos os seus caprichos.

A mulher de hoje
Embora a mulher atual tenha se emancipado, no que diz respeito aos seus direitos e valores, ela ainda é vista como inferior ao homem. Prova disso é que sua participação no mercado de trabalho e seu nível de instrução são bem menores, ocupando posição de menor remuneração nas empresas. As que trabalham fora têm de cuidar da casa sozinhas, já que o machismo ainda impera entre a maioria dos homens.


A mulher na igreja
Apesar de o machismo predominar em muitas das nossas igrejas, a mulher de hoje tem sido cada vez mais valorizada em nosso meio. Em algumas denominações ela já pode ser pastora, tem participação ativa em outras atividades e, graças a Deus, pode opinar no púlpito. Há 50 anos, isto seria uma blasfêmia! Igrejas conservadoras, como, por exemplo, a Assembléia de Deus, já admitem diaconisas em seu rol. Quem diria!
Sei que é difícil para o homem, principalmente àquele cuja educação foi norteada por conceitos machistas, aceitar muitas dessas conquistas femininas. Como diria um bom português, "isso lá é verdade"! Contudo, devemos ser gratos a Deus por isso, afinal, como diz um velho ditado: "por trás de todo grande homem sempre há uma grande mulher"!

Fonte: www.melodia.com.br

Um comentário:

  1. Dou glorias a Deus, pelo seu tao grande amor para com todos nos, para com as mulheres que ele formou para sua gloria,honra, louvor. Gloria a Ele pois tem a cada dia levantado mulheres para levar a sua palavra com ousadia e sem medo algum de ser descriminada. Por isso, levante e ande querida irma pois es a mais linda criacao de Deus.

    ResponderExcluir